Eurico Borba, Relexões sobre a Crise Global ......

Sociologia´, Política e Religião

Textos

Assim não é possível

ASSIM NÃO É POSSÍVEL

PUBLICADO NO DIARIO DO PODER DO PODER, BRASILIA/DF, DE 12/08/2016

Definitivamente não é mais possível conviver ou tentar cooperar com este Congresso Nacional, com a perspectiva de promover o bem comum. Os parlamentares, com as sempre honrosas exceções, geralmente são incompetentes, corruptos e não conseguem pensar no bem do Brasil – pensam nos interesses próprios e nas reações dos seus eleitores às suas atitudes. Não sabem sequer expressar com clareza o que pensam. Nenhuma ideologia ou doutrina os animam – só o proveito próprio.
O Congresso Nacional é o “supremo poder” - a representação do povo, fonte do poder politico democrático.
Os políticos, os congressistas, nos últimos quatorzes anos destruíram ou permitiram que se destruísse o Brasil, acabando com os seus sonhos. Caso nenhuma providência seja tomada, com urgência, eles liquidarão com o pouco que resta da pátria.
Com as limitações de espaço que um artigo impõe é preciso usar, em algumas ocasiões, palavras duras, mas com a capacidade de resumir pensamentos vários, estados de espírito como os de raiva cívica e disposição política de ação. Assim sendo, afirmo que boa parte dos atuais parlamentares é um bando de bandidos canalhas. Estão comprometendo o futuro do país quando, por exemplo, se recusam a votar uma reforma da previdência social com o limite de 65 anos para a aposentadoria de homens e mulheres; quando rejeitam a clausula de não aumentos salariais, nos próximos dois anos, para o funcionalismo dos estados que estão renegociando suas dividas com a União, por estarem quebrados. São irresponsáveis que, para não perderem votos, aprofundam a gravíssima crise econômica nacional não debatendo com inteligência, sem demagogia, temas relevantes para o futuro imediato do nosso Brasil. Nem vamos comentar as outras graves omissões como os das prioritárias e urgentes questões educacional, ambiental, da saúde e da segurança.
Será que eles não conseguem entender que, em alguns momentos, é preciso pensar honestamente na nação, no povo sofrido e sempre enganado? Tenho a certeza de que não conseguem. São irresponsáveis e intelectualmente mal formados. Os dois fatos apontados, como exemplos recentes, são irretorquíveis: – não há como protelar decisões que, se não forem tomadas agora, vão comprometer o nosso futuro imediato de forma dramática. Mas o bando de deputados e senadores não compreende a questão, pois não conhecem um mínimo de matemática e de estatística para que possam perceber os efeitos da omissão que agora estão cometendo, se escondendo atrás de propostas alternativas erradas ou inócuas para a solução dos graves problemas apontados. É preciso honestidade e coragem para enfrentar a realidade e esclarecer o povo, o eleitorado, apontando para um período de mais sacrifícios de tal forma que possamos, então, começar a tomar as necessárias providências para a recuperação do país.
Não adianta substituir uma Presidente incompetente, mentirosa, e deixar um fracassado Congresso Nacional, como o atual, incólume. Com o que se está vendo não há como esperar 2018 – o estrago que fizeram foi enorme.
Que saiam todos: – eleições gerais já para a Presidência da Republica e para o Congresso Nacional. Os poucos bons serão reeleitos. O povo parece estar atento para repelir, pelo voto, a ignorância e a desonestidade. Ainda há esperança.

Eurico Borba, 75, aposentado, escritor, reside em Ana Rech, Caxias do Sul, RS.

Eurico de Andrade Neves Borba
Enviado por Eurico de Andrade Neves Borba em 12/08/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras