Eurico Borba, Relexões sobre a Crise Global ......

Sociologia´, Política e Religião

Textos

Caxias do Sul na politica nacional
Caxias do Sul na politica nacional.

Aspectos da vida politica, de um município de médio porte são interessantes de serem ressaltados: 500.000 habitantes, boas escolas e universidades, sistema médico hospitalar que em nada fica a dever aos grandes centros do país, vida cultural agitada e variada, indústria moderna, comercio diversificado, não podia, a nossa cidade, ser amorfa na sua vida politica. De certa forma se reproduz em Caxias o que acontece no Brasil, mas com uma característica bem distinta – o sobrevivente idealismo de algumas pessoas.
Os partidos estão aqui. As preferencias pelas lideranças municipais, estaduais e nacionais se mostram com clareza, o atordoamento com a anarquia nacional desorienta os debates e opções, a corrupção nos incomoda sobremaneira, a incompetência dos dirigentes e parlamentares nos espanta, a tristeza dos mais antigos com o que se passa no Brasil e a falta de entusiasmo da juventude para com a prática politica compõe o quadro geral. Não somos diferentes – sempre são minorias que “carregam” os partidos. O interesse da população determina, nas eleições, maior ou menor disputa e discussões, o que, aliás, ocorre com pouca frequência e com baixa adesão por parte do eleitorado.
É um cenário ruim, para Caxias, para o Rio Grande do Sul e para o Brasil. Desse jeito vai ser muito difícil construir a nação democrática, desenvolvida e justa que todos querem.
O que, no entanto, alegra e sustenta a esperança de dias melhores na politica, é o idealismo de quem se dedica aos assuntos da vida diária dos partidos – o idealismo dos militantes. Mais ou menos se repete na politica, guardando as devidas proporções, o que acontece no futebol: GremioXInternacional, JuventudeXCaxias. É uma fidelidade, um estado de alegria despertado pelas cores dos times, a atenção permanente para os detalhes do treinamento, da substituição dos técnicos, preenchendo as necessidades de distração e de sonhos de milhares de torcedores. Um grande antropólogo brasileiro, num trabalho seu da década dos anos de 1980 sobre a “sociologia do futebol” diz que o brasileiro se vê realizado, como cidadão, naqueles minutos onde a bola rola em um espaço determinado, num tempo certo, de acordo com regras conhecidas, onde a infrações são punidas na hora e a glória do time explode com cada gol realizado. Assim, diz Roberto da Mata, os brasileiros gostariam de ver o país: - um jogo com regras bem definidas e uma pagina aberta e verídica de como tudo funciona e se organiza.
No entanto existe um grupo de pessoas que faz com que a chama de um ideal, de um sonho, permaneça acessa como um farol a marcar o rumo e as opções de um futuro melhor para todos – aqueles que mantêm os partidos funcionando, transmitindo suas mensagens. Aqui em Caxias e nos municípios da serra gaúcha é possível perceber, com muita nitidez, esta dedicação e esta crença, aspectos que vão propiciar a renovação da politica nacional que, no interior encontrará os valores morais que necessita para reconstruir o país. A hora da participação da “turma interiorana”, com a pureza das suas intenções, está se aproximando.

Eurico de Andrade Neves Borba

Eurico de Andrade Neves Borba
Enviado por Eurico de Andrade Neves Borba em 14/09/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras